Dia Mundial da Água

Pra quem não conhece:
Declaração Universal dos Direitos da Água

Art. 1º – A água faz parte do patrimônio do planeta.Cada continente, cada povo, cada nação, cada região, cada cidade, cada cidadão é plenamente responsável aos olhos de todos.

Art. 2º – A água é a seiva do nosso planeta.Ela é a condição essencial de vida de todo ser vegetal, animal ou humano. Sem ela não poderíamos conceber como são a atmosfera, o clima, a vegetação, a cultura ou a agricultura. O direito à água é um dos direitos fundamentais do ser humano: o direito à vida, tal qual é estipulado do Art. 3 º da Declaração dos Direitos do Homem.

Art. 3º – Os recursos naturais de transformação da água em água potável são lentos, frágeis e muito limitados. Assim sendo, a água deve ser manipulada com racionalidade, precaução e parcimônia.

Art. 4º – O equilíbrio e o futuro do nosso planeta dependem da preservação da água e de seus ciclos. Estes devem permanecer intactos e funcionando normalmente para garantir a continuidade da vida sobre a Terra. Este equilíbrio depende, em particular, da preservação dos mares e oceanos, por onde os ciclos começam.

Art. 5º – A água não é somente uma herança dos nossos predecessores; ela é, sobretudo, um empréstimo aos nossos sucessores. Sua proteção constitui uma necessidade vital, assim como uma obrigação moral do homem para com as gerações presentes e futuras.

Art. 6º – A água não é uma doação gratuita da natureza; ela tem um valor econômico: precisa-se saber que ela é, algumas vezes, rara e dispendiosa e que pode muito bem escassear em qualquer região do mundo.

Art. 7º – A água não deve ser desperdiçada, nem poluída, nem envenenada. De maneira geral, sua utilização deve ser feita com consciência e discernimento para que não se chegue a uma situação de esgotamento ou de deterioração da qualidade das reservas atualmente disponíveis.

Art. 8º – A utilização da água implica no respeito à lei. Sua proteção constitui uma obrigação jurídica para todo homem ou grupo social que a utiliza. Esta questão não deve ser ignorada nem pelo homem nem pelo Estado.

Art. 9º – A gestão da água impõe um equilíbrio entre os imperativos de sua proteção e as necessidades de ordem econômica, sanitária e social.

Art. 10º – O planejamento da gestão da água deve levar em conta a solidariedade e o consenso em razão de sua distribuição desigual sobre a Terra.

Futuro do esporte? solução para o crowd das praias? promessa olímpica?
video de uma piscina de ondas alucinante, em homenagem ao Dia da Água !

FacebookTwitterGoogle+Share
Posted in

O outro lado de um campeão. A onda certa !



Rebatendo aos críticos, e mostrando o outro lado de um campeão, quem não se emocionou com a história de Naamã, o pequeno surfista vindo da favela no RJ e seu encontro com Slater no Hawaii.
Na matéria da Revista Trip, Slater deixa claro querer se envolver mais com o Brasil, e não para se mostrar ou faturar mais, ele quer se engajar em causas sociais sérias, que possam de alguma forma usar seu prestígio para tirar das ruas e do caminho torto meninos como Naamã.
Aos poucos Kelly devolve ao mundo tudo que recebeu dele.

leia a reportagem: www.revistatrip.uol.com.br

FacebookTwitterGoogle+Share

Um nível acima .

Podem falar o que quiserem dele, que não fez muito pelo do esporte, que poderia ter feito mais, que só pensa nele mesmo, mas uma coisa é indiscutível, ele colocou o surfe em um outro nível, manobras impossíveis, posicionamento impecável, novos equipamentos… queremos sempre o melhor dele e as vezes esquecemos que ele também é passivel de erros, como todo ser humano. Aí fica a pergunta, mas ele é desse mundo?
Robert Kelly Slater, o maior surfista de todos os tempos !

FacebookTwitterGoogle+Share